quarta-feira, 4 de abril de 2007

Questões de Português no vestibular do Homem Horizontal

(Soluções propostas pelo doutor Coriolano Zimber)

(1) Dizer se há anfibologia na oração: “Lisandra conversou com o general no seu escritório.”

Há, sim. Anfibologia é o mesmo que ambigüidade, um vício de linguagem que dá ensejo a duplo sentido. No caso, não é possível saber se a conversa foi no escritório de Lisandra ou se no escritório do general.

(2) O mal-humorado está de mau-humor, e o mal-criado faz má-criação, como pode?

“Humorado” e “criado” são adjetivos, que só podem ser modificados por advérbios (“mal” e “mal”); “humor” e “criação” são substantivos, que são modificados por adjetivos (“mau” e “má”).

(3) Qual a função de “como” e “se”em “veja como o tempo voa” e “não sei se está chovendo”?

Nos exemplos as duas palavras, “como” e “se”, são conjunções integrantes, em ambos os casos introduzindo oração subordinada substantiva objetiva direta.

(4) Qual o plural de viés?

Vieses.

(5) Que particularidade da língua latina está presente na frase “Sócrates deixou-se envenenar?”

Trata - se de uma construção que lembra o “acusativo com infinito”: o objeto direto, "se", seguido por um verbo no modo infinitivo, "envenenar". Desse modo, o objeto direto será também sujeito da oração cujo verbo está no infinitivo. A construção pode ser feita com os verbos deixar, fazer, mandar, ouvir, sentir e ver: deixai-o cantar, os pais fizeram a filha dormir, o professor mandou o aluno estudar, ouviram-no praguejar, senti o coração bater, viram a cavalaria chegar, Sócrates deixou-se enganar.

10 comentários:

Rodrigo disse...

Caro bloguista,

Muito obrigado por me ajudar no plurar de viés, que nao encontro em lado nenhum. Já agora, qual a sua fonte?

Em relacao ao mal-humorado e ao mal-criado.. nao estara a esquecer a origem da palavra mal-criado? O mal-criado foi mal criado (pelo pais ou educadores), e por isso se tornou rude. Agora, em adulto, o chamamos de mal-criado, e às faltas de gentileza que a sua condicao o leva a fazer, "más-criacoes", pois veem de um mal-criado.

Remo Mannarino disse...

Caro Rodrigo,

Na sua página 185, a "Nova Gramática do Português Contemporâneo", de Celso Cunha e Lindley Cintra, terceira edição revista, trata do plural dos substantivos oxítonos terminados em "s". Basta acrescentar "es" ao singular:

ananás - ananases
revés - reveses
país - países
retrós - retroses

Portanto, o plural de "viés" é "vieses".

Obrigado pelos comentários.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.