terça-feira, 9 de agosto de 2016

MEDINDO UMA SOMBRA!

ERATÓSTENES

Eratóstenes (276 a.C.-194 a.C.) era matemático, geógrafo, astrônomo, historiador e
crítico literário e foi por quarenta anos o diretor da Biblioteca de Alexandria. Além de outras
façanhas, fez a proeza de calcular o comprimento da circunferência da Terra com medir, em
Alexandria, num dia por ele escolhido, a sombra de uma estaca vertical de um metro de
comprimento, o único dado que faltava nas suas equações. Eratóstenes criou o “crivo de
Eratóstenes”, para descobrir números primos, e teve a ideia de dividir o globo em paralelos e
meridianos, além de confeccionar um mapa do mundo, que foi utilizado durante 200 anos.
Afirmou que era possível sair da Espanha e alcançar a Índia, quase mil e setecentos anos antes
de Colombo, e foi dele a sugestão de introdução dos anos bissextos, após haver constatado que
o calendário egípcio atrasava-se um dia em cada quatro anos.


- Eratóstenes deixou-se morrer quando tinha a idade de oitenta anos, pois ficou cego e passou a recusar todos os alimentos.


Saiba mais

                                           

Eratóstenes fez a medição da sombra da estaca de um metro, em Alexandria, no exato
momento em que não havia sombra em nenhuma régua vertical em Siena (o que ocorre ao
meio-dia de 21 de junho, de qualquer ano, o chamado solstício de verão), uma cidade situada a 785 quilômetros de distância de Alexandria. A sombra medida em Alexandria tinha 12,8
centímetros, indicando, mediante simples consulta a uma tabela trigonométrica, que naquele
momento os raios do Sol incidiam em Alexandria sob um ângulo de 7,2 graus, cujo vértice é o
centro da Terra, com um lado que passa por Alexandria e o outro, por Siena. Esse ângulo, 7,2
graus, cabe 50 vezes nos 360 graus da circunferência da Terra, indicando que esta corresponde a 50 vezes a distância entre as duas cidades (785 quilômetros). Bastou multiplicar 50 por 785, e Eratóstenes chegou ao valor de 39.250 quilômetros, que difere apenas dois por cento do valor exato da circunferência da Terra no equador, que é de 40.072 quilômetros, um valor muito maior do que o que então se imaginava.

- Com apenas medir uma sombra! No século III antes de Cristo!

Nenhum comentário: