segunda-feira, 29 de junho de 2015

NA ORIGEM DA CIÊNCIA


               HESÍODO
           


Hesíodo (770 a. C.-700 a. C.) viveu ao tempo de Homero, ou pouco depois, na Beócia, região situada no centro da Grécia, e passou a maior parte da vida em Ascra, sua aldeia natal. Estava em curso a “revolução neolítica”, que se caracterizou pelo surgimento da agricultura e, pois, pela necessidade de prever as melhores épocas de plantios e de colheitas, programar festas religiosas e estabelecer os melhores períodos para a navegação. Embora autor de uma “Teogonia”, na qual descreve a origem do mundo e faz a narração do nascimento e genealogia dos deuses, Hesíodo não se ocupou, como Homero, das façanhas dos heróis, mas da educação e sobrevivência dos agricultores da sua aldeia natal. De fato, em “Trabalhos e Dias”, sua outra obra, ressalta a necessidade do trabalho duro e honesto e estabelece normas para a agricultura e para a educação dos filhos, além de fazer relatos a respeito de superstições. Os agricultores deveriam organizar-se tomando por base os acontecimentos do Céu:

            "Daí início à colheita quando despertarem as Plêiades, filhas de Atlas, e, na ocasião em que se recolherem, à semeadura.
                Ao surgir Órion, com sua força, fazei vossos escravos estenderem o trigo sagrado de Demeter em local arejado e eira redonda.
                Quando Órion e Sírius estiverem no meio da caminhada e a Aurora dos dedos de rosa avistar Arturus, colhe toda a uva e faça a sua provisão." 

 
Plêiades

            Os pontos de orientação sugeridos ao agricultor são as estrelas mais brilhantes, como as Plêiades ("Sete Irmãs"), um aglomerado estelar da constelação de Touro; seu despertar matinal ocorre em maio, início da estação quente no Hemisfério Norte, propícia à navegação (para Hesíodo, a época de colher); seu ocaso matinal, em novembro, coincide com o início do inverno e das tempestades no Mediterrâneo (época de semear).
            Ao formular um roteiro para bem utilizar as informações colhidas na observação do Céu, correlacionando-as com as necessidades da agricultura, Hesíodo pode ser considerado o precursor da ciência grega, cujo início é normalmente atribuído a Tales de Mileto.
Segundo seus próprios relatos, depois da morte do pai, seu irmão Perses corrompeu os juízes locais e apoderou-se da maior parte da herança a que tinha direito. Por esse motivo, em suas obras Hesíodo sempre exaltou a justiça, cuja integridade era para ele uma atribuição de Zeus.



Nenhum comentário: