sábado, 12 de julho de 2014

Walt Whitman

VOCÊ PODE CONTRIBUIR COM UM VERSO
   

Ó eu! Ó vida!... das questões que sempre reaparecem;
Das legiões sem conta dos que não têm fé;
Das cidades repletas de tolos;
De mim próprio sempre a me censurar
(pois quem seria mais tolo que eu e quem teria menos fé?);
Dos olhos que inutilmente anseiam pela luz;
Das coisas ordinárias;
Do esforço sempre renovado;

Dos medíocres resultados de tudo;
Das multidões trôpegas e sórdidas que vejo no meu entorno;
Dos anos vazios e inúteis de todo o resto, eu integrado nesse resto,

Vem a questão (ó eu!) tão triste, recorrente:
O que há de bom no meio de tudo isso, ó eu, ó vida?

Resposta:



Você está aqui - a vida existe, e existe a identidade;
O poderoso espetáculo vai continuar, e você pode contribuir com um verso.

Walt Whitman (1819-1892)

Nenhum comentário: